Archive for the ‘Animal Kingdom’ Category

Desculpa Pisco!

Terça-feira, Junho 23rd, 2009

Afinal sempre temos um animal de estimação! Desculpa Pisco!

 

O Pisco é um canário, lindo como nenhum, e muito reguila! Adora cantar e tomar banho; está numa gaiola modesta (é mais pequena do que eu gostaria, situação que vai mudar brevemente), mas defende-a como um falcão!

Grande Pisco! ;)

Vamos fazer amigos entre os animais!

Segunda-feira, Junho 22nd, 2009

O título deste post evoca uma música de um programa que eu adorava quando era miúdo: a Arca de Noé. Era um programa infantil, centrado nos animais, e que era absolutamente maravilhoso. A música era espectacular, punha miúdos e graúdos a cantar, e a letra era muito gira: 

Vamos fazer amigos entre os animais,
que amigos destes não são demais na vida
e vêm aqui mostrar
que têm uma família, como eu e tu
E esta mora numa outra casa
que se chama (digam!)
Arca de Noé!
vamos lá ver como é
Arca de Noé!

A música, que se encontra aqui no youtube, era tocada e cantada pelo Carlos Alberto Moniz, e o programa apresentado pelo Fialho Gouveia. Apesar de ter uma Mãe que adora animais, e de sempre os ter por casa, acho que este programa foi muito importante para eu aprender sobre até onde vai a diversidade e maravilha do Mundo Animal. Fez-me sentir pequenino, mas mais “gente”. Talvez venha daí a minha tendência para antropomorfizar quase tudo o que me aparece à frente!

Seja como for, é muito importante que nós consigamos partilhar este Mundo com os animais. Fala-se muito de casos de animais que atacam pessoas, mas quase nunca se fala de como esses animais eram tratados e o porquê de eles terem certos tipos de comportamentos. São enjaulados, acorrentados… enfim. Qualquer um de nós já viu concerteza do que são capazes animais tão populares como o cão, o gato, o papagaio ou o golfinho. Todos nós devíamos perceber que tal como eles aprendem essas “façanhas”, também eles brincam, têm fome, têm sede, gostam, estão tristes e estão contentes. Como eu e tu. E precisam de espaço e oportunidade para o fazer.

Vamos lá então a deixar de ser egoístas e egocentristas. Vamos lá deixar de fazer mal aos animais, mesmo que inadvertidamente. Em vez de deixar andar, vamos lá começar a ter atenção aos nossos animais e aos das outras pessoas. Vamos ganhar cinco minutos e dar uma voltinha pelo site http://libertem-me.org que é pequenino, mas que passa a importante mensagem de que temos de libertar os animais acorrentados. É tão comum ver animais presos… que até arrepia. Quem quer ter um animal deve ter espaço para ele correr e brincar, deve ter capacidade financeira para alimentar a criatura como deve ser, e deve ter tempo para brincar com ela. Socializar com o animal é muito importante, quer para eles quer para nós.

Actualmente, eu não tenho animais de estimação, porque não tenho condições de espaço e tempo para os ter e estimar. Se eu não os puder estimar, nunca serão meus animais de estimação (viram a lógica?!). Assim que tiver condições, vou concerteza adoptar pelo menos um animal, porque acho importante para mim e para os meus filhos.

Fala um homem que já foi salvo por uma cadela quando era criança, uma pastora alemã chamada Lara, que me puxou do mar quando este já me estava a engolir. Obrigado Lara, sabes que nunca te vou esquecer.